LUTO: Vocalista de grupo de pagode morre após apresentação no interior de SP: ‘Dormiu e não acordou mais’

A informação do falecimento de um estimado cantor, líder vocal de um grupo de pagode, chocou profundamente a indústria da música.

No domingo (28), lamentavelmente, ocorreu o falecimento de Diego Francisco de Matos, famoso como o vocalista da banda de pagode Contagia. Com apenas 36 anos, ele nos deixou na madrugada, na cidade de Capão Bonito, situada no interior de São Paulo.

Segundo informações fornecidas pelos integrantes da banda, Diego foi encontrado sem vida após o término de uma apresentação em Buri. Miller Santos, o percussionista do grupo, relatou que a banda se apresentou em uma praça de eventos na cidade.

Lamentavelmente, ocorreu o falecimento de Diego durante o percurso de volta para Capão Bonito.

“Após o término do espetáculo, reservamos um momento para conversar com nossos amigos, porém não prolongamos muito. A viagem durou aproximadamente 30 minutos. Ao nos aproximarmos do destino, tentamos despertar Diego, mas ele não respondia. Ele havia adormecido e não recobrou a consciência. Percebendo que algo estava errado, imediatamente o conduzimos ao pronto-socorro”, relatou a testemunha.

De acordo com dados divulgados pela Santa Casa de Capão Bonito, o integrante responsável pelo vocal na banda Diego foi encaminhado para a instituição por volta das 5h30, entretanto, lamentavelmente, ele já havia falecido quando chegou ao local. Até o momento, a causa do óbito permanece indefinida.

Após a trágica perda do vocalista, o conjunto musical Contagia tomou a decisão de suspender temporariamente todas as suas apresentações agendadas.

Diego Francisco de Matos era vocalista do Grupo Contagia
Imagem: Instagram/@diegofranciscodematos

No final da tarde de domingo, ocorreu o sepultamento do cantor no Cemitério Municipal de Capão Bonito. Além dos entes queridos e amigos próximos, o velório foi marcado pela presença de admiradores do grupo de Diego, que expressaram seus sinceros tributos ao artista.

via paznavida